terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Poemas 49 e 50


Sobre Sonhos

Chega um tempo em que não se diz mais: meu Deus./ Tempo de absoluta depuração.
Tempo em que não se diz mais: meu amor./ Porque o amor resultou inútil.
(Carlos Drummond de Andrade)

O céu plúmbeo nada anuncia.

Nem a chuva
(outrora, memória; agora, apatia).

Mas chega um momento
em que (sem heroísmos ou egoísmos)
é preciso inventar um pequeno barco no ar

(ou um outro sonho qualquer
que nos arranque o chão dos pés).

Chega um momento
em que não se pode aguardar o vento,
em que temos que nos arremessar ao mar.

Porque é urgente salvar o amor.

Chega um momento em que é urgente amar.
(por Filipe C.)


Sobre Rosas

A certeza da lágrima não fez murchar essa rosa.
Tão delicada e clara (tudo mais era nada!),
ela só se deslumbrava com a hora de fenecer.

(porque se sabe finita, cada pétala ganha
mais cor ainda ao som do entardecer...)

Mas as minhas lágrimas não são certas,
nem minhas rosas estão despertas...

Sem ocaso, meu mundo
(infinito e opaco)
ainda espera por você.
(por Filipe C.)

9 comentários:

Mari disse...

éé.. eu estava mesmo com saudades de entrar nesse blog toda semana ansiosa pelas novidades. :]

agora vou voltar a essa rotina deliciosa.. prometo!

lembra que eu costumava dizer que vc respira poesia?
não preciso dizer mais nada, né?

beijo grande.

disse...

Fascinantes.

Vivi Balboa disse...

Meras obras de arte! Ambos est�o maravilhosos. Gostei bastante do "Sobre Sonhos", bonito demais.
Beij�o.

camila disse...

Ai, meu deus!
Não tenho palavras pra descrever o que senti lendo seus poemas de hoje...
Maravilhosos!
Que grande artista é você, Filipe!

Eu quero "sonho qualquer que me arranque o chão dos pés". Eu quero "me arremessar ao mar", porque "minhas rosas não estão despertas" ainda...

Amei!

Parabéns!

Carol disse...

Que gostoso entrar aqui e ver um poema q sei de cor! E, embora continue achando triste, que adoro!!
A delicadeza das suas palavras sempre me encanta.

Anônimo disse...

Simplesmente perfeitos...
Os poemas são sempre bons, mas fazia tempo que não você não escrevia aqui coisas tão especiais!
Você é demais...

cecília-niterói disse...

Há muito tempo queria comentar aqui, mas nunca sabia o que dizer direito sobre seus poemas tão lindos.

Mas hoje o "Sobre Sonhos" me deixou mais de uma hora olhando pra tela do computador. Acho que isso vale o comentário.

Que todos possam sair da apatia, inventar um pequeno barco no ar e salvar o amor. É urgente!

Parabéns, ex-professor!

Lara, sempre ela... disse...

esse é um dos que eu mais gosto..! mas, mesmo assim, falta uma palavra nele.
beijo.

Anônimo disse...

Encantadores, Filipe!
Parabéns pela mente brilhante!
=)

Ana Richa