terça-feira, 22 de janeiro de 2008

Poemas 47 e 48


Sobre Vazios


Hoje, não sou mais
que a nuvem desfeita ao vento,
que a folha perdida no chão.

Hoje, não sou mais
que o silêncio (vestido de preto),
que o frio cadente desta estação.

Hoje, não mais existo
porque faltas tu em mim

e essa ausência é menos
um alento que uma pesada cruz.

Hoje, sou mais como um brilho intenso
que se apaga (num momento)
em ambos os lados da luz.

(por Filipe C.)

Sobre Rupturas

Nos seus olhos
tudo o que eu poderia ter amado.

Nas minhas mãos (guardados)
os dados viciados do nosso jogo.

No coração
o som sem voz das nossas histórias.

E no serenar dos seres e das coisas
(exatamente naquele átimo em que
tudo é silêncio e expectação),

ela (num soluço) arrombou
a porta surda e saiu pela rua,
sem pisar uma única lágrima...

(por Filipe C.)

5 comentários:

Anônimo disse...

O Primeiro é triste como uma pessoas que se esvai face à perda... E lindo... O Segundo é na medida (como sempre), delicioso! Sempre impressionante.

Rebecca disse...

Filipe,

Eu já tinha lido os poemas e já tinha gostado dos dois. Tinha achado o primeiro delicado como sempre ("um brilho intenso que se apaga de ambos os lados da luz?" só você...) e o segundo uma jóia daquelas que só você sabe escrever.

Mas hoje eu li de novo e vi uma coisa no primeiro que eu não tinha percebido antes. Tem uma parte que vc diz "hoje não mais existo pq faltas tu em mim"...Caraca, isso é muito lindo! Porque é um amor tão grande que se a gente deixar de gostar da pessoa, a nossa própria vida vai deixar de fazer sentido!!!

Eu não sei se isso é óbvio pra todo mundo, mas eu só consegui perceber qdo prestei atenção...Espero que tenha interpretado certo!!! hahahaha

Parabéns, professor!

Guilherme disse...

Porra, tu é brabo !

mari disse...

apesar de adorar reler os poemas antigos, fico triste por não ter o novo desta semana...
tomara que esteja tudo bem com você e que essa falta de inpiração acabe logo.
há muita gente, como eu, que já se habituou a vir aqui ver um pouco de beleza todo início de semana.
volta logo!
beijo!

Juju disse...

Vazio que preenche...