quarta-feira, 17 de março de 2010

Poema 150

*Volto a publicar poemas inéditos no dia 31 de março!

Só Amor

Se é amor o que faz sentar
à beira do precipício

e esperar, como pescador,

sem saber como, nem quando,
nem donde virá teu sorriso;

então, é amor

(só amor)
o que sinto.
(por Filipe Couto)


1 - Para comprar meu livro ("Breves Cantares de Nós Dois"):

20 comentários:

Luisa disse...

Que lindo! :)

Carolina Marx disse...

Meu caro mestre, voce consegue se superar a cada verso!!!!!!
Belíssima a metáfora "esperar como pescador", aplica-se muito bem aos relacionamentos amorosos!!!!!!

Me identifiquei muito com o poema!!! Talvez porque eu mesma me sinta à "beira do precipício"...

Tua fiel leitora,
Carolina Marx

liz disse...

Filipe, depois que eu li esse poema, não teve jeito de não comentar! É impressionante o que você faz, estou... hahahahha nem sei direito!! É simplesmente maravilhoso seu trabalho, está de parabéns.
Eu não vou mais deixar de ler nenhum poema seu.

Beijos, professor!
ps.: saudades das suas aulas! ((:

Myrella Andrade disse...

Todo mundo diz que é maravilhoso tudo que você escreve.HAHA
Mas é que não dá pra dizer menos que isso ;)
beijos querido (=

Renata Portugal disse...

É tão bom entrar aqui!!! =)
Coisa mais linda esse poema. Que declaração!
Parabéns, Malinha!!!

Saudades...
sucesso sempreee!!!

beijos cheios de carinho!

Amélia Losada disse...

Sério! Depois de tanto tempo, ainda fico com boba, quando leio um poema como esse! Fantástico! Lindo! Puro amor! :)

Juju disse...

Que delicado...
tão lindo!
"e esperar, como um pescador,"

Amei!!! de verdade...

beijo grande

Sérgio Medeiros disse...

O senhor está muito amoroso :-)

@priihkanda disse...

Tão sutil, tão profundo.

Lindo.

Nanna Bezerra disse...

É assim q é...nunca sabemos quando ele, o amor, virá...
E sempre nos pega de surpresa!

Uma delicadesa, como sempre!

beijos♥

sylvia disse...

Mais q lindo esse poema viu !!!
tanta sutileza para falar de algo tão belo !
parabéns sempre por tudo oq vc escreve poeta ...

e viva o amor !!

beijos

Tamíres [a garota da boina] disse...

AAAAAAH QUE LINDINHO. filipe apaixonado haha amei amei amei

editor FMP disse...

Filipe,

Delícia! Delícias doces: que alegria ler 146/147/148/149/150.

...existem poemas
que nos abrigam...

Daniel Senos disse...

Essa figura do pescador ficou ótima! Adorei o poema, mestre!

epichinine disse...

Boa noite, Filipe.
Você não me conhece. Eu tive a oportunidade de conhecer o seu trabalho faz pouquíssimo tempo, mas já foi o suficiente para me identificar e apreciar o seu estilo. Parabéns pelas palavras belas e certeiras.
Abraços,
Eliana Pichinine

Marcello disse...

Fala Professor....

Tá fazendo falta na web suas poesias.

Depois passa no meu outro blog o Tudo que Vejo, e leia sobre o meu projeto.

Grande abraço.

Filipe disse...

1 - Luisa, obrigado pelo carinho da leitura!

2 - Carol, conto com sua visita e com seus comentários sempre tão carinhosos!

3 - Liz, ler um comentário como esse seu faz tudo valer a pena, sabia? Obrigado!

4 - Myrella, que bom poder contar com a sua visita! Obrigado de verdade!

5 - Renatinha, saudade de você!

6 - Amélia, não abandona mais este espaço aqui, não, hein? =)

7 - Juju, que felicidade ter um comentário seu de volta aqui!

8 - Sérgio, e tem coisa mais importante nesse mundo, poeta?

9 - @priihkanda, que essa sutileza permaneça sempre nas nossas vidas, né? =)

10 - Nanna, que bom que o poema te fez refletir! Fico feliz demais!

11 - Sylvia, viva!!! =))

12 - Tamires, que bom ter sua visita!

13 - Flávio, receber um comentário poético, como o seu, é uma honra!

14 - Daniel, quanto tempo, rapaz! Obrigado pela visita, meu amigo! Não some, não!

15 - Eliana, seja bem-vinda a este espaço! Obrigado por me fazer saber essa sua opinião! Agradeço imensamente o carinho!

16 - Marcellão, estarei por lá em breve! Um abraço grande!

Gabriela disse...

Felizes aqueles que têm aula e/ou convivem com você de alguma forma (considero-me privilegiada). Você é especial, expressivo. Lindo o texto e muito tocante! Parabéns!

Sol disse...

Que lindo, Filipe!
Entrou para a lista de prediletos. Amei.

Beijo imenso.

Larissa Monção (Curso Ph, Tijuca) disse...

Seus poemas são tão maravilhosos quanto suas aulas. Beijos.