sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Edição Especial - Poemas 142 a 146

Sobre o Carnaval - meditação em cinco poemas

SÁBADO

Entre máscaras e bebidas,

entre pierrôs, arlequins e colombinas,

brinco só,
perdido no cordão.

Redimido das lidas e das culpas,
esquecido dos afetos e das amarguras,

morro (provisório) para a vida
e ressuscito (infinito) para a rua.


DOMINGO

Momo,

ainda é longo teu reinado.

Deixa meu samba
ao teu compasso,
que o mundo

fica do tamanho

de um bairro:

é tempo de nos conduzir.


SEGUNDA

Para revidar as derrotas

de todos os dias –

a alegria adiada,
o beijo negado,
a revolta escondida –

é preciso
encarar certos riscos,

esquecer o destino

e ficar no limite entre

o desengano e a fantasia.

Deixa-me correr o perigo;
deixa-me brincar com a vida!


TERÇA

Veste-me

com a fantasia que quiseres,

dá-me
um nome teu
que eu possa logo esquecer.

Na rua,
onde ninguém
se reconhece, prenda minha,

te amo pra sempre
até amanhecer.


QUARTA

Enfim meu tão carnaval

fez-se cinza.

Só meu coração,
tomado de princesas e odaliscas,

ainda repica
um samba-canção de pierrô.
(por Filipe Couto)

*Volto a publicar na quarta, dia 24/02.

1 - Para comprar meu livro ("Breves Cantares de Nós Dois"):

22 comentários:

Rebecca disse...

Eu ia escolher um poema como preferido, mas é impossível... Estão todos tão perfeitos que chega a dar uma dor no coração ler cada um dos seus versos.

Filipe, tomara que você sempre tenha esse reconhecimento que você está começando a ter. Você é meu poeta preferido e o de muita gente também!

Aqui em Brasília não tem um grande carnaval como aí no Rio, mas seus poemas me deixaram feliz que se estivesse na avenida!

Obrigado por avisar sempre no orkut sobre as postagens!

Parabéns!

Roberta L. Castro disse...

"morro (provisório) para a vida
e ressuscito (infinito) para a rua."


"e ficar no limite entre
o desengano e a fantasia.

Deixa-me correr o perigo;
deixa-me brincar com a vida."


"te amo pra sempre
até amanhecer."



Só você pra pensar em coisas assim!

Adorei!

Lina disse...

lindos, lindos, lindos!

aaluah disse...

te amo pra sempre
até amanhecer."



sempre tens coisas ótimas!

Vórtice disse...

do mar a terra num caminhar infinito... tá muito bom, rapaz!!!!

Carolina Marx disse...

Filipe, sou sua mais nova fiel seguidora!!
AMO seus poemas, e lhe desejo toda a recompensa do mundo pelo seu inegável e magnânimo talento!!!!!

Impossível dizer qual o melhor poema, mas essa pequena coletânea sobre o Carnaval é soberana!!!!!!
Tem o lirismo delicado e simples, intelingível (ou seja, não-parnasiano, e tem a exuberância do Carnaval.

Meus parabéns, caríssimo!!

Carolina Marx

Ps.: se tiver tempo, passa no http://sementesdepapoula.blogspot.com/
Obrigada!

Renata de Aragão Lopes disse...

Amei sua ideia, Filipe!

Um poema
pra cada dia
de carnaval!

Fico com o sábado
e a segunda-feira! : )

Um beijo,
doce de lira

Nydia Bonetti disse...

Gostei imensamente, Filipe. Sempre tão bom te ler.

Beijo!

Filipe disse...

1 - Oi, Rebecca! Sua bondade comigo é admirável! Obrigado!

2 - Roberta, apareça sempre!

3 - Lina, acho que o tema influenciou a sua percepção, hein? =)

4 - Haula, senti sua falta por aqui!

5 - Vórtice, obrigado pela força!

6 - Carol, estarei no seu espaço em breve!

7 - Renata, elogio seu é mais que reconhecimento: é aprovação!

8 - Nydia, obrigado pelas suas palavras carinhosas de sempre! Bom é ler você!

Marcello disse...

Filipe,

Lendo seus poemas, por um momento quase me apaixono pelo carnaval...

Como sempre ótimos poemas...

Grande abraço.

Sérgio Medeiros disse...

Fico com a terça! Se vc desejasse ser fiel ao carnaval do Rio teria que fazer poesias para mais alguns dias :-)

sylvia disse...

Filipe!!!
adorei muito essa coletânea de poemas q vc fez sobre o carnaval, mas o poema "terça " é simplesmente maravilhoso .
só vc, poeta q é , para ter essa visão tão delicada e sutil diante dos sentimentos .
belo presente de carnaval !!

beijos =)

Juju disse...

Voltou com tudo...
Eita coisa boa de se ler. É uma pena que acaba na quarta mas a gente ainda fica no ritmo do carnaval por mais alguns dias!
Nossa, adorei o de segunda...

Você tem um jeito com as palavras como ninguém.

Bjuxx

Filipe disse...

1 - Marcello, meu amigo, tua presença aqui é uma alegria enorme pra mim!

2 - Sérgio, você está certíssimo. Essa coisa de carnaval de cinco dias é coisa pra amador, como diria um amigo meu! hahaha

3 - Sylvia, que bom você ter gostado! Significa que não perdi a mão nesse recesso!

4 - Juju, o de segunda é legal mesmo, né? Espero que tenha gostado dos demais também! Obrigado pela presença carinhosa de sempre!

Marcella Braga disse...

Sempre ricos. Sempre bons.

Filipe disse...

Marcella, riqueza é te ter de volta por aqui.

Matheus Kleinn disse...

Excelentes poemas, mestre dos mestres.

Mostrei seus poemas pra todo mundo aqui de casa, resultado tem três livros seus aqui! hahahaha

Você podia fazer outra noite de autógrafos!

Abraço!

Filipe disse...

Grande, Matheus!

Acho que não ia ter muito mais gente interessada numa outra noite de autógrafos, não! hahaha

Mas depois a gente marca e eu assino o livro pro pessoal da sua casa!

Abração!

Amanda Barcellus disse...

Eu iria a uma noite de autógrafos nova se você fizesse, Filipe!

Os poemas do Carnaval são ótimos!

O TERÇA é GENIAL!!!!!!!!!!!!!!!

Beijos!

Filipe disse...

Você e o Matheus são suspeitos, Amanda! hahaha

Obrigado pelo carinho de sempre!

Beijos!

martha disse...

Filipito! Há tempos n vinha até aqui..Fiquei mto feliz com suas novas obras! Obrigada, tá? ...Estou em Madrid e seus poemas acalmaram minha saudade do Brasil...Muitos beijos

Filipe disse...

Oi, Marthinha!
Saudade de você por aqui, moça!
Boa viagem pra ti!!!! Tô morrendo de inveja!
=)
Beijos!