terça-feira, 17 de abril de 2007

Poema 3


Sobre Circos

Minha cartola guardou os mais inquietos coelhos
Fiz os mais incríveis truques de espelho
Escondi na manga os mais secretos desejos
(Só pra te trazer pra mim...)

Testei todos os limites do teatro
Me equilibrei nas mais tênues cordas de aço
Ignorei medos e previsíveis fracassos
(Só pra te prender em mim...)

Mas eu, que tantas vezes me soube mágico,
Exímio domador de todos os teus passos,
Hoje me descobri palhaço
de uma platéia só.


(por Filipe C.)

5 comentários:

Priscylla disse...

Por que você não escreve um livro? Faria muito sucesso. ;)

Juju disse...

Se é quase impossível não se apaixonar por um professor incrível, é ainda mais improvável não se apaixonar por seus textos, que ao que parece, são o reflexo de uma bela alma!
Só um comentário a fazer a respeito de seus poemas:
Sensacionais!!!!

Beijos...
:D

Christiano disse...

Filipe,
Seus poemas são muito bem tecidos, desde a qualidade das imagens, até a delicadeza do ritmo. Embora quase monotemáticos, percebo posturas diferentes em cada um deles, coisa que só os grandes poetas conseguem realizar com naturalidade. Aliás, "Sobre Desejos" é das coisas mais bonitas que tenho lido nos últimos anos!
Publica um livro sim! É fácil e, a julgar pelos comentários feitos aqui e no seu orkut, vai ser um fenômeno de vendas raramente visto dentro do mercado editorial de poesias! rsrsrsrsrs
Uma pena que não pude conhecer esse seu dom enquanto trabalhamos juntos, mas pode ter certeza de que desde sempre sou seu fã!

Um abraço saudoso do seu amigo aqui!

Sandra disse...

Uma coisa tão bonita assim só podia vir de uma pessoa igualmente maravilhosa. Seus poemas são muito lindos! Gostei muito!
Beijos...

Arthur disse...

Aí Couto se eu fosse você levava em conta essa idéia de escrever um livro!!!
ia dar certo com toda certeza!!!
Muito maneiro esse poema!!!!!!
abraços