terça-feira, 15 de julho de 2008

Poemas 76, 77 e 78


Sobre Achados e Perdidos


Volto pelos mesmos caminhos,
a procurar-te em tudo
que me era querido.

Em nenhuma
parte te encontro.

(em cada uma te crio)

(por Filipe C.)

Sobre Vícios

Não há nada
mais triste nessa vida

do que uma memória
dependente de fotografias.
(por Filipe C.)

Sobre Conversas


Descobrimos (juntos)
que deixar tudo pela metade

às vezes
é a melhor maneira
de manter acesa a saudade.
(por Filipe C.)

10 comentários:

Filipe disse...

1- Rebecca, tenho tentado ser mais conciso na construção do lirismo. Talvez seja influência de minhas novas leituras...

2 – Trovador Solitário e Marcela, de fato o eu-lírico traz um pouco do autor nesse poema (Sobre Vozes), mas como motivação lírica, não como mimesis da minha vida.

Obrigado aos demais pelos comentários carinhosos!

Boa semana a todos!

afonso disse...

muito boooom filiperi. saudade gay

nanda disse...

O que é "Sobre Achados e Perdidos"?
Meu Deus...
Os outros também são muito bonitos, Filipe!
Adoro esses seus poemas menores!

Anônimo disse...

DELÍCIA

Anônimo disse...

desse jeito nosso pela metade...

vivi disse...

Não me canso de me supreender com seus versos.
Impressionante a delicadeza de "Sobre Achados e Perdidos".

livia disse...

Como sempre: Excelente !

Fabi disse...

Sim, sobre conversas... =D
Bjinhos!

Elisa disse...

Gostei de todo, achei que se completam de alguma forma...
Mas hoje meu voto é para Sobre achados e perdidos... para mim é o mais verdadeiro.
Beijo!

amanda reis disse...

pronto, achei meu preferido