segunda-feira, 16 de julho de 2007

Poema 16

Em comemoração às mil visitas em pouco mais de quarenta dias, deixo hoje dois poemas: o primeiro que eu escrevi e o último deles, finalizado esta manhã. Qual é qual? Deixo que o leitor perceba por si. Até segunda que vem!

Sobre Ilusões

Porque a vida, a vida, a vida,
a vida só é possível
reinventada.
Cecília Meireles

Nada é assim.
O céu azul, lavado da madrugada,
as crianças se divertindo com os palhaços e suas piadas
e ela, ansiosa, me esperando à entrada da nossa casa.

Nada é tão bom assim. Nada.
O dia não aceita soluções simplistas.
Há sempre uma nuvem (distraída) embaçando a vista.

E os palhaços? Bem, nem sempre o artista
pode disfarçar sua tristeza (quanta ironia...),
mesmo com quilos de maquiagens e fantasias.

E ela? Pode ser até que ela me espere à porta
da nossa casa, ansiosa - ou aflita?-,
se armando para a nossa próxima briga...

Nada devia sequer parecer tão bom assim.
Porque, às vezes, tudo acontece como deveria
(nossos sonhos, nossa vida)

mas, quando a noite chega, deitamos,
sobre fantasmas, nossas cabeças
e (mesmo à nossa revelia)
as dúvidas pululam e as sombras se multiplicam.

(por Filipe C.)

Sobre o Silêncio

Quando a tarde ouviu
O adeus na tua voz,
Ainda chovia...

Uma chuva tímida e triste...

(a mesma chuva que insiste
em te manter em mim)

(por Filipe C.)

15 comentários:

ya disse...

Poeta!

Talvez eu saiba qual foi o primeiro e o último... mas o importante é que os dois são M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O-S!!! Assim como todos os outros lindos, tristes... perfeitos, com as palavras perfeitas nos lugares perfeitos mas alguns são mais especiais para algumas pessoas. Como você diz: sensacional. Acredito, no entanto, que as coisas podem ser como deveriam. Incrível como você é capaz de mexer com os sentimentos!

Parabéns pelo sucesso do Blog, quando lançar o livro não vai ser diferente, vai fazer mais sucesso ainda. Você é o melhor!

Uma honra ser a primeira a deixar um comentário!

sua fã número 1

Rebecca disse...

Filipe,
De novo não fui a primeira a comentar! hahaha
Adorei o que você fez esta semana! Duas poesias!
Não importa qual a primeira e qual a última, as duas tem a sua cara!
Amo esse blog!
Parabéns pela milésima visita!
Pode contar sempre com a minha!

Clara disse...

Oi Filipe!
Como hoje é um dia especial, resolvi comentar.
Todo mundo adora esse blog, mas eu acho que preciso dele. Não te conheço, não tive a oportunidade de ser sua aluna, mas ter o privilégio de ler seus poemas, com o imenso cuidado que você tem na seleção de cada palavra, de cada assunto é um prazer...
Continue o seu trabalho Filipe!
Desculpa o tamanho do comentário...

Priscylla disse...

Acertei, eba! Não vou deixar a resposta aqui pra ninguém colar hahaha
Adorei os dois, mas acho que o meu preferido é "Sobre Ilusões". Adorei como escreveu que a vida não é colorida, com todos os dias de sol, crianças brincando na rua etc. Amei, amei, amei!
Você é pura poesia!
Beijos, poeta!

Nathalia disse...

nao sei oq dizer
nao sei oq falar..
aq fico sem palavras..
sem destino,
sem razao

sem motivo,
sem historia
sem vida
vida

sem nada para falar
sem nada para escrever
nada por mim
nada para vc

nada... nada
nunca nada
estou sem palavras
muda como nunca estive

Cynthia disse...

Poeta,
Estão lindos os dois textos!
"O dia não aceita soluções simplistas." e "(a mesma chuva que insiste em te manter em mim)" são frases perfeitas!
Parabéns pelo sucesso!

Vivian disse...

Que lindo o que você faz, querido!
Amei os poemas, principalmente o primeiro!
Beijos

disse...

Parabéns, Filipe !

"Sobre Ilusões" é o meu preferido de hoje...

;)

Amélia disse...

Filipe!

Lindos!

"Sobre o silêncio" é tão perfeitinho... tão delicado... uma delicia, como sempre!

:*

Bruno disse...

Confesso que fiquei bolado "sobre ilusões", mas tô com a amélia..."sobre silêncios" é mais maneiro!
Valeu!

déia disse...

amo, amo, amo!

Muito bom!

luiza disse...

esse eu tenho q comentar...
sobre ilusoes com certeza é um dos meus favoritos!muito bom mesmo!parabens!!!
bjinhos

daniela disse...

quanto talento pra falar coisas que todo mundo já sentiu alguma vez na vida...
lendo seus poemas eu acho que vc está escrevendo pra mim!
você tem que publicar um livro!
parabéns pelas quase 1100 visitas! você merece!

Carla disse...

ansiosa pelo poema de amanhã, para ver minha vida mas suas palavras! quero o livro!!!!!!

drica disse...

tá, você podia aproveitar que não está dando aula esta semana e colocar o poema novo aqui mais cedo, né? PREGUIÇOSO!