terça-feira, 18 de março de 2008

Poema 58


Sobre Chuvas e Luzes


Meus sonhos me deixam e vagueiam
por praias machucadas pela chuva.

Praias onde
não há sol, nem estrelas, nem lua;

onde não há sequer a amargura
de um pequeno barco à deriva.

Só sonhos. Só chuva.

Enquanto isso,
na lacuna que em mim fica,

a lembrança tua se instala
(e me ilumina).

(por Filipe C.)

6 comentários:

mari disse...

como sempre, uma delicadeza só. É impresionante como você fala de temas tão trsites deuma maneira tão suave!

vivi disse...

adorei!
mas tenho uma dúvida: esse é o mês do mar no blog? hahahaha
beijo!

Lívia disse...

Me identifiquei demais com esse peoma. Não tenho comentado muito, mas estou sempre por aqui. Saudades...
Parabéns, meu poeta!

Trovador Solitário disse...

Olá Filipe Couto!

Aprecio muito sua escrita,me atrevi a publicar este poema em meu blog,com seus devidos créditos.
Espero sua visita!

http://curtaspoeticas.blogspot.com/

Parabéns pelo trabalho!

MP3 e MP4 disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the MP3 e MP4, I hope you enjoy. The address is http://mp3-mp4-brasil.blogspot.com. A hug.

marília disse...

tudo lindo por aqui. parabéns!