terça-feira, 6 de outubro de 2009

Poema 135

Atenção, atenção!

Se tudo der certo (e vai dar!), uma grande novidade a ser anunciada aqui na semana que vem!
Fiquem ligados!

Abraços e beijos!

Sobre Renascimentos

Nada se exclui
em definitivo:

a mancha que resiste
ao quadro ausente da parede.

Tudo pode renascer,
ainda que abafado
ou escondido.

Tudo pode renascer,
na mudez do abraço,
sem a ousadia do grito.

É a sombra
(e não o escuro)

o prenúncio
da claridade
.
(por Filipe Couto)

14 comentários:

Lina disse...

meu comentário ao poema é um sorriso : )

sorte, no q quer q seja... vai vir um livro por aí?

beijo

Daniel Pinho disse...

''tudo pode renascer''...
Aquilo que está não apagado, mas oculto... Admito mestre, me deixou em um estado reflexivo.

Vivi disse...

Você quer matar todo mundo de curiosidade???

Sobre o poema, muitíssimo bonito. Parei pra pensar muito tempo sobre ele! =)

Beijos, poeta preferido!

Rebecca disse...

Lindo, preciso, perfeito.

Se você já escreve poemas assim, o que mais podemos esperar de você? =)

Aguardo ansiosa a surpresa de semana que vem!

Beijos, poeta!

Nydia Bonetti disse...

Bárbaro, Filipe. Semana que vem estaremos aqui. :) Beijo.

Renata Portugal disse...

AAAH, deixa eu falar ...
Tô com muita saudaaade de você!!!!!
E olha que maravilha, entro aqui e jé de cara recebo uma grande notícia. Essa semana vai passar tão rápido! Estou ansiosa! Que tudo dê muito certo pra você, estou torcendo taaanto!!!!
Meu Deus!
Que poemas mais lindos esses saídos da gaveta!
Sobre Espantos me encantou, sua delicadeza é envolvente.
Não sei o que dizer sobre Sobre Cuidados, Sobre Esperanças e A Menina dos Teus Olhos. Simplesmente, suas palavras, seu jeito. Você escreve maravilhosamente bem!

E este último, Sobre Renascimentos, eu concordo. Nada se exclui em definitivo. Demais!

Parabééééns! Sucesso sempre!!!!

Beijos enormes malinha

Livia Fada disse...

Que lindo, Filipe!

que saudade das suas aulas!

Beijão!

Renata de Aragão Lopes disse...

Fabuloso, Filipe!

E adoro meu nome por isso:
renasço a cada instante!

Ps: que tudo dê certo! : )
Um beijo.

Thisa disse...

Que bonito Couto :)

A Moni. disse...

E assim, está garantida a imortalidade...

Lindo poema!

Abraços.

Nat Vasques disse...

Até eu tô curiosa ...

Ah,Filipinhoo! Ameeei "poemas saídos da gaveta"

Parabéns,poeta !

Júlia disse...

Pô! Me identifiquei!

Natália disse...

"Tudo pode renascer,
na mudez do abraço,
sem a ousadia do grito".
Sem palavras!

epichinine disse...

Li esse poema e lembrei que realmente o que deve ser preenchido é da cor da claridade. O resto, é desmerecedor.

Como sempre, palavras certas em versos precisos.
Abraços,
Eliana`Pichinine